user_mobilelogo

Noticias

Um modelo de previdência que assegure justiça e sustentabilidade para os servidores públicos no Brasil. Essa é a proposta do livro Regimes Próprios: Aspectos Relevantes Volume 12, organizado pela Associação Paulista de Entidades de Previdência do Estado e dos Municípios (Apeprem) e Associação Brasileira de Instituições de Previdência Estaduais e Municipais (Abipem).

A servidora pública Laís Resende Costa Dias, de 31 anos, é a primeira participante da Fundação de Previdência Complementar do Estado do Espírito Santo (PREVES) a receber os benefícios do plano PREVES SE, gerenciado pela Fundação. A concessão é referente ao benefício de aposentadoria por invalidez e foi firmada no mês de maio.

A “Previdência Complementar do Servidor Público X Equacionamento do Déficit Atuarial” será o tema apresentado pelo diretor-presidente da Fundação de Previdência Complementar do Estado do Espírito Santo (PREVES), Alexandre Wernersbach Neves, durante o 1º Congresso Nacional de Previdência dos Servidores Públicos (Conapresp). A palestra acontece no dia 21 de junho, em Florianópolis, Santa Catarina.

A Associação Nacional de Entidades de Previdência de Estados e Municípios (Aneprem) lançou, no mês de maio, o Livro “Gestão Previdenciária: Princípios e Práticas de Boa Governança”. A obra reúne textos de especialistas da área previdenciária de todo o Brasil e apresenta, de forma metodológica, conceitos e práticas de gestão direcionadas aos gestores do Regime Próprio de Previdência Social.

A Universidade Corporativa da Previdência Complementar – UiAbrapp – iniciou divulgação e abriu inscrições para os treinamentos programados para o 2º Semestre de 2018. São oferecidas diversas trilhas e treinamentos para conselheiros e profissionais em diferentes cidades do país (clique aqui para acessar agenda completa). Com isso, a UniAbrapp avança com sua missão de atuar na formação e especialização dos profissionais e dirigentes do sistema de Previdência Complementar Fechada e de outros setores correlatos.Fonte: Acontece / Abrapp

As trilhas oferecidas abrangem as áreas de contabilidade, tecnologia, seguridade e jurídica. Na área de tecnologia, por exemplo, serão realizadas três trilhas, nos níveis I, II e III. Um dos destaques da grade para o 2º Semestre é a 12ª edição do curso Exercício da Função de Conselheiro, que será realizado com vários encontros distribuídos nos meses de agosto a novembro.

Uma novidade prevista ainda para a segunda metade do ano é o lançamento de um programa de qualificação voltado aos membros dos comitês de investimentos das entidades fechadas. O programa visa atender a demanda das associadas para abordar os principais assuntos que envolvem os profissionais que atuam nos comitês.

Novos MBAs - Além dos treinamentos, a UniAbrapp está ampliando o número de turmas de MBA em Gestão de Previdência Complementar. Após a formação de uma turma do MBA no Rio de Janeiro no mês de maio em parceria com o IBMEC, a Universidade se prepara para iniciar outra turma em Belo Horizonte. Esta turma tinha previsão de início também no mês de maio, mas foi prorrogado para o próximo mês de agosto. A Abrapp e a UniAbrapp estão reforçando a importância de formação desta turma junto às associadas de Minas Gerais.

A UniAbrapp tem planos ainda de formar a segunda turma em São Paulo e, em breve, de oferecer o MBA nas regiões Sul e Nordeste. Os locais e as parcerias para estas novas turmas ainda estão em negociação. Desta forma, a Universidade pretende avançar na regionalização dos treinamentos com a oferta de cursos nas diferentes regionais.

Neste sentido, a Universidade está realizando uma pesquisa de levantamento das necessidades de treinamento nas regionais da Abrapp, buscando mapear a demanda das associadas e de seus profissionais. Até o momento, o levantamento foi realizado nas regiões Sul e Nordeste.

Números - Desde sua criação em abril de 2015, a UniAbrapp já realizou 290 treinamentos presenciais, com a participação de mais de 6 mil alunos. Foram cerca de 250 profissionais habilitados para a “Certificação por Capacitação” através do programa “Exercício da Função de Conselheiro” e foram realizados 35 projetos In Company. Além disso, a plataforma de cursos online conta atualmente com sete cursos, tendo atendido cerca de 3 mil alunos.

O Conselho Monetário Nacional (CMN) publicou a norma (Resolução 4.661/2018) que trata dos investimentos realizados pelas entidades fechadas de previdência complementar (EFPC). O objetivo é conduzir as entidades ao aprimoramento de sua gestão interna, de modo a mitigar os riscos inerentes ao gerenciamento dos ativos e proporcionar segurança a participantes, assistidos e patrocinadores.