user_mobilelogo

Noticias

No dia 16 de dezembro o Diretor Presidente da PREVES, Sr. Alexandre Wernersbach Neves participou do 9º Congresso Brasileiro de Conselheiros de RPPS's e o XIV Seminário Capixaba de Previdência da ACIP têm por objetivo de capacitar os conselheiros para atuarem como "Conselheiros" e serem, de forma colegiada, agentes promotores do desenvolvimento e da boa governança dos RPPS.

Mais três municípios capixabas selecionaram a Fundação de Previdência Complementar do Estado do Espírito Santo (PREVES) como administradora do seu Regime de Previdência Complementar, são eles Santa Maria de Jetibá, Santa Leopoldina e Guaçui. A Instituição, que já obteve adesão dos municípios de Domingos Martins, Cachoeiro de Itapemirim e Iconha, agora terá como Patrocinadores do Plano Preves Entes as três cidades. Os convênios de adesão estão em fase de assinatura, para posterior envio à Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) para análise e aprovação.

Com a chegada do prazo final para que os Entes Federativos possam implementar o Regime de Previdência Complementar para seus servidores, que é 13 de novembro deste ano, a ACIP, em parceria com a Fundação de Previdência Complementar do Estado do Espírito Santo (PREVES) convida para o seminário “Passo a passo: elaborar e analisar o processo de seleção para contratação Entidade Fechada de Previdência Complementar (EFPC) ”que tem como objetivo auxiliar os Entes Federativos Capixabas nos respectivos processos seletivos.
 
 
 
ACIP
 

O Diretor Presidente da Fundação de Previdência Complementar do Estado do Espírito Santo (Preves), Alexandre Wernersbach Neves, realizou o fechamento do curso Reforma da Previdência – Regras de Benefícios e Regime de Previdência Complementar, nessa terça-feira (31), com muito bate-papo sobre previdência complementar.

Com 8 anos de funcionamento, a Fundação de Previdência Complementar do Estado do Espírito Santo (Preves) busca manter-se em constate modernização. Com a realidade posta pela pandemia, esse padrão se fortaleceu ainda mais. A organização avançou ainda mais no processo de informatização dos seus processos internos e os destinados aos seus participantes.

“Navigare necesse; vivere non est necesse”, dizia o general romano Pompeu aos marinheiros amedrontados em viajar durante a guerra. Anos mais tarde, Fernando Pessoa pega para si o sentido da frase e eterniza “Navegar é preciso, viver não é preciso.” Aventurar-se e engrandecer-se era uma necessidade, porém a vida segue seus caminhos erráticos e mesmo a navegação guiada por instrumentos precisos não garante o sucesso da jornada, nem o destino. Afinal, uma tempestade no meio do caminho pode mudar tudo.